8 passos para ganhar dinheiro vendendo o seu próprio produto

Nesse post falaremos de oito passos que você precisa praticar, visando ter sucesso com o seu blog vendendo o seu próprio produto. Essa é na verdade uma excelente maneira de Ganhar dinheiro Online.
Passo 1: Ter um site ou blog focado em problemas e pessoas específicos
É improvável que você consiga ter sucesso com o seu site ou blog sem um nicho de assunto específico, sem um público-alvo específico. Isso se dá porque se a sua audiência é genérica você pode ter dificuldade de se comunicar com as pessoas cujo problema o seu produto deseja resolver.
Você provavelmente conhece vários assuntos e já leu diversos materiais sobre nichos diferentes, mas, se você se considera alguém que sabe mais de um assunto que possa escrever regularmente, uma solução é criar mais de um site, de forma que possa falar sobre vários nichos sem problemas e possa também atingir a sua audiência com mais eficiência, já que aqueles que acessarem o seu site ou blog são interessados em um determinado assunto e você poderá comunicar mais facilmente as mensagens de venda endereçadas a esse seu público. Não se esqueça, porém, que o seu conteúdo atrai o tráfego para o seu site, se este apenas contiver mensagens de venda, você certamente perderá a sua audiência.
Passo 2: Criar um conteúdo interessante, encantador
A vitrine para a qualidade dos seus produtos é a qualidade do seu conteúdo. Se o cliente que acessa o seu site não perceber o conteúdo como utilitário, ou seja, algo que ele possa aplicar de forma simples, fácil e sem complicações, ele pode simplesmente abandonar o seu site e nunca comprar nada de você. Portanto, não importa o quanto você bombardeie o seu cliente com mensagens de venda, o que, aliás, pode ser muito contra produtivo, se o cliente não puder utilizar o seu conteúdo na prática, você terá dificuldades nas vendas.
Outra coisa que você precisa ter em mente é a linguagem. Os termos que você utiliza influenciam na facilidade do leitor de entender o seu conteúdo e absorver a sua mensagem. Infelizmente, o hábito da leitura não é muito encorajado no país e a compreensão de alguns termos pela população em geral é muito limitada, portanto, atenha-se a termos mais simples, que podem ser mais facilmente entendidos. Isso não significa, porém, que você deve utilizar linguagem coloquial e escrever de forma errada, mas apenas que deve evitar jargões e termos não utilizados no meio que você pretende atingir.
Passo 3: Focar em estratégias de geração de tráfego
Embora tenhamos um post focado em estratégias para gerar tráfego, vamos falar novamente desse assunto, porque tráfego é o que movimenta a internet e é o que te traz resultados, já que sem tráfegos, sem visitas e sem vistas sem vendas. Sem vendas, você não ganha dinheiro e sem dinheiro seu projeto não vai para frente.
Então você precisa entender o que fazer para gerar tráfego e como aplicar e entender os dois tipos diferentes de tráfego, orgânico e pago. Para simplificar, o tráfego orgânico é gratuito mas demanda muito tempo para que se torne regular e você consiga grande quantidade deste, por outro lado, o tráfego pago pode alavancar suas visitas e até mesmo vendas, porém a um custo, já que é necessário pagar para manter os anúncios.
Melhorar o SEO, a qualidade do seu conteúdo, criar tipos diferentes de conteúdo, divulgar seu conteúdo em redes sociais, parcerias e guest posts são algumas das estratégias mais utilizadas para alavancar o tráfego de sites e blogs atualmente.
Passo 4: Conduzir o tráfego para a sua lista e cultivar a audiência
Como já tratamos anteriormente, no post sobre como criar lista de e-mails, você precisará conduzir esse tráfego de pessoas pelo seu blog ou site e então, através de algum tipo de isca, conseguir adicionar essas visitas à sua lista de e-mails.
Após formar essa lista e incluir as pessoas, você precisará cultivar essa audiência, ou seja, manter essas pessoas com comunicação constante, oferecendo conteúdo e criando uma conexão de autoridade.
Passo 5: Informar a sua lista sobre a criação do seu produto
Comunicar aos seus leitores que você está criando um novo produto, pedir opiniões, sugestões de assuntos e dúvidas e perguntar o conteúdo que mais lhes interessaria são formas de incluir seus potenciais clientes no processo de criação do produto e não só alimentar expectativas, mas criar a noção de que você é uma autoridade no assunto, de forma que as pessoas irão até você para verem seus problemas nessa área resolvidos. Portanto, não se esqueça de comunicar aos clientes a sua experiência e vivência no assunto, como você pode de fato ajudar no assunto e isso construirá a noção de autoridade.
Esse passo, junto com o anterior também tem um efeito muito interessante em gerar o engajamento, ou tornar as pessoas mais suscetíveis a suas mensagens e a compartilhar o seu conteúdo. Para alguns, seria como se fossem coprodutores do novo produto e isso pode fazê-los sentirem muito importantes no processo. Você pode inclusive mencionar o nome destes “colaboradores” no seu curso, como forma de fazê-los ainda mais comprometidos com você. Além disso, quem não gostaria de ter o seu nome escrito em algum projeto importante? Se você incluir o nome de quem colaborou com o seu projeto, estas pessoas se sentirão impelidas a comprar o seu produto só pela satisfação de ver o próprio nome escrito lá.
Essa última dica pode ter um efeito colateral: esse seu cliente pode indicar o seu produto para amigos, para que estes vejam o seu nome entre os “coprodutores” do conteúdo.
Passo 6: Criação do produto
Ao criar o produto, vídeos, materiais, e-books, infográficos, etc., e tiver o cadastro na plataforma de vendas de sua preferência, Hotmart, Eduzz, Monetizze, Udemy, etc. para gerenciarem toda a parte de afiliados e gestão de vendas, seu produto estará pronto para o lançamento.
Nesse passo certifique-se de que o produto estará em um bom padrão de conteúdo, de forma que as opiniões e comentários sejam os melhores possíveis. Também nesse passo é a hora de corrigir eventuais erros e defeitos para não atrapalharem o processo de vendas.
Passo 7: Fazer o lançamento para os interessados na sua lista
Tendo uma lista de e-mails, você pode lançar o seu produto de uma forma “preferencial” para quem já está na lista. Nesse e-mail de anúncio, você poderá explicar algumas condições, como bônus temporário, as vantagens de ser um dos primeiros a comprar, as facilidades de pagamento e tudo o que você terá a oferecer para quem adquirir o seu produto no lançamento.
Você também pode enviar lembretes conforme a data de lançamento for se aproximando, como um countdown ou contagem regressiva para o início das vendas, visando criar uma expectativa para quem quiser adquirir logo no início.
Passo 8: Transformar o seu produto em renda passiva
Depois que o seu produto estiver pronto e lançado, você poderá transforma-lo em renda passiva. A natureza de produtos digitais é que estes sejam muito facilmente vendidos e muitas vezes sem necessidade que você intervenha ou tenha muito trabalho com isso, daí a renda passiva, já que você continua vendendo o produto mesmo sem esforço.
E, com o fato de todo o processo de vendas se dar automaticamente para você, o cliente recebe os dados para acessos ao seu curso pela plataforma, o pagamento é processado pela plataforma e com o seu conteúdo já gerado em seu blog apontando para o seu produto, as visitas ao seu site serão conduzidas para o processo de vendas automaticamente, transformando seu produto em uma fonte de renda passiva.
Estes foram os oito passos simplificados para que você tenha sucesso e ganhe dinheiro com o seu site ou blog. Esperamos que você goste e tenha sucesso nessa caminhada.

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *